Nos últimos anos, cada vez mais pessoas estão utilizando canais de compras online. Ao longo de 2015, no Brasil, 39,1 milhões de consumidores compraram online, totalizando 106,2 milhões de pedidos.

Para 2016, o comércio eletrônio deve continuar prosperando, com uma estimativa de 8% de aumento no faturamento, atingindo um total de R$ 44,6 bilhões. Também vale ressaltar que o ticket médio do consumo online é alto: R$ 333,40.

Com base nesses dados, muitos franqueadores e franqueados se perguntam sobre as vantagens de expandir as vendas para o mundo virtual, passando a oferecer produtos e serviços também via e-commerce.

Para ajudar você nessa decisão, a Central do Franqueado preparou este artigo explicando algumas vantagens da sua franquia ter uma loja online. É claro que essa forma de venda funciona muito bem para determinados setores, como o de produtos de beleza e moda, e nem tanto para outros.

Cabe ao empreendedor identificar as oportunidades que a empresa pode vir a ganhar se entrar para o comércio online.

Uma coisa, entretanto, é certa: se algum cliente estiver, nesse exato momento, querendo fazer uma compra pela internet e a sua empresa não estiver lá, ao contrário da empresa do seu concorrente, quem você acha que será o escolhido? 

Vantagens do e-commerce para sua franquia

Há diversas vantagens no e-commerce tanto para consumidores quanto para os empresários. Nos últimos anos, as plataformas de compra evoluíram e tornaram-se mais seguras, incentivando cada vez mais pessoas a escolher a opção de comprar através de uma tela de computador ou smartphone.

Reformas governamentais, aumento no nível de bancarização e o maior uso de pagamentos eletrônicos também contribuiu para o crescimento do setor. Citamos abaixo as vantagens de você ter um ecommerce.

  1. Investimento menor em relação às lojas que necessitam de um espaço físico, de funcionários fixos etc.
  2. A loja online fica aberta 24 horas por dia e pode ser acessada de qualquer lugar do mundo, desde que a pessoa tenha internet.
  3. O e-commerce permite melhor mensuração e gerenciamento das informações sobre o mercado consumidor. Com apenas alguns cliques, o empresário pode saber o número de acessos do site, o número de compras, quais os produtos mais vendidos etc.
  4. Por conta da agilidade proporcionada pela internet, seus esforços de venda serão menores. Se sua marca estiver indexada adequadamente nos sites de busca, como o Google, você pode conquistar um cliente rapidamente.
  5. Dependendo do seu negócio, o processo de atendimento da lonja online pode ser automático. É possível criar uma seção de perguntas e respostas mais frequentes (FAQ), facilitando a compra dos clientes sem que, para isso, eles precisem da ajuda de um funcionário.
  6. Sua loja online pode utilizar softwares que permitam fazer o controle da entrada e saída do estoque de forma automatizada.
  7. Uma loja online permite que você atenda uma demanda grande sem precisar de vários funcionários para isso.
  8. As lojas virtuais possuem opções que facilitam a criação de promoções e cupons de descontos.
  9. Através dos dados coletados no momento da compra, você consegue traçar rapidamente o perfil dos seus clientes e construir um banco de dados eficiente para as ações de marketing da sua empresa.
  10. Uma loja online também abre espaço para uma maior visibilidade da marca em diferentes locais. Suas vendas atingem consumidores que você jamais conseguiria atingir somente com lojas físicas.
  11. Através de treinamento, você pode ter total controle da sua loja virtual, acrescentando ou excluindo produtos, acompanhando as vendas, modificando banners etc.
  12. Estar em múltiplos canais de venda auxilia a marca a consolidar sua posição no mercado.

 

Cuidados com e-commerce

Antes de apostar em uma loja virtual para alavancar as vendas da sua franquia, você deve tomar alguns cuidados. A Central do Franqueado separou algumas dicas:

  • O site deve oferecer uma ótima experiência de compra para o consumidor, ter um layout agradável e ser fácil de utilizar.
  • A loja virtual precisa ser responsiva, ou seja, funcionar bem em dispositivos móveis, como celulares e tablets. Cada vez mais pessoas estão usando seus smartphones para comprar.
  • O site deve conter o máximo de informações sobre a empresa e os produtos, com imagens e textos objetivos.
  • Realize, de tempos em tempos, descontos especiais, promoções e ofertas de frete gratuito para atrair compradores.
  • Procure evitar o conflito de canais. Se você tem loja física, procure estabelecer preços parecidos no e-commerce. Vale também apostar em um mix de produtos diferentes para cada canal.
  • É essencial que franqueador eo franqueado criem um modelo de negócio para o e-commerce que harmonize o interesse de ambos. É preciso definir se a franqueadora vai considerar a venda online como uma operação da matriz, se vai criar uma loja online para cada franqueado ou se vai considerar o e-commerce como mais uma unidade de negócios.
  • Busque um modelo de comissionamento para os franqueados pelas vendas geradas pela internet. Dessa forma, o franqueador certamente terá maior apoio na gestão de uma loja virtual.
  • Conheça bem os seus consumidores e saiba quais são os seus hábitos de compra antes de escolher uma plataforma de venda online.
  • Procure uma ferramenta que viabilize as transações via internet de forma segura e prática, pois esse é um fator de alto impacto na hora de determinar o sucesso ou não da sua loja virtual.