Franquias tradicionais ou novas no mercado: vantagens e desvantagens

  • 25 de outubro de 2016

Franquias tradicionais ou novas no mercado: vantagens e desvantagens

25 de outubro de 2016   por Daiane de David

Ao decidir entrar para o mercado de franchising, é comum o empreendedor se ver indeciso entre investir em uma franquia já tradicional, que requer um investimento mais alto, ou apostar em uma rede recém-lançada. Pensando nisso, a Central do Franqueado elencou algumas vantagens e desvantagens de franquias novas e tradicionais, fornecendo também algumas dicas importantes para que você faça a melhor escolha.

 

Vantagens das franquias tradicionais

Por terem uma marca já consolidada e reconhecida no mercado, no geral as franquias tradicionais são indicadas para quem é novo na área do franchising. Franquias como Subway, Arezzo, Habib’s e outras já possuem projeções mais definidas sobre seu futuro e processos mais estruturados. Isso facilita e tranquiliza os empreendedores que não possuem muita experiência com esse tipo de negócio.

Outra vantagem em adquirir uma franquia tradicional é que, muito provavelmente, os gastos com a parte de marketing serão menores, umas vez que a marca já é reconhecida pelo consumidor. Apesar de investir um bom dinheiro na implantação da unidade, o franqueado já “nasce” com a clientela da empresa – e também com as expectativas dos consumidores com os produtos e/ou serviços.

As franquias tradicionais também costumam oferecer treinamentos, orientações durante o período de gestão e acompanhamento dos resultados. Franquias que acabaram de ser criadas no geral não possuem essas questões tão amadurecidas no início.  

Além disso, se levarmos em conta o cenário econômico pouco aquecido e de recessão no Brasil, investir em uma franquia já consolidada representa um risco menor, pois os resultados são mais previsíveis e o franqueador está mais preparado para fornecer todos os dados necessários para o sucesso do negócio.

Desvantagens das franquias tradicionais

Ao apostar em uma franquia tradicional, o empreendedor pode cair no erro de achar que não terá que fazer muito esforço para o sucesso. Independente do tipo de franquia, a chave para alcançar bons resultados está no comprometimento, esforço e engajamento do franqueado.

Franquias tradicionais costumam requerer um investimento mais alto, o que impossibilita que muitos empreendedores se envolvam com esse tipo de negócio. Outra questão desvantajosa é a dificuldade de localizar pontos comerciais estratégicos para marcas fortes, pois no geral elas já estão ocupando espaços de valor no mercado. Por exemplo, caso o franqueador já tenha outro franqueado na região onde você deseja abrir, não vai ser possível ter um negócio ali.

 

Vantagens das franquias recém-lançadas

Uma das principais vantagens de se investir em uma franquia recém-lançada é que ela possibilita ao investidor maior liberdade para realizar inovações, pois seus processos ainda não estão tão consolidados. Marcas novas também permitem criar ou descobrir novas necessidades de mercado, pois são novidades para o público e isso pode ser muito explorado em setores como marketing e desenvolvimento de produto, por exemplo.

Franquias novas são indicadas para empreendedores mais experientes e que buscam desafios para carreira ou estão em busca de um novo mercado. O investimento inicial para fechar contrato com marcas recém-lançadas costuma ser baixo, o que garante riscos menores e também um retorno de capital mais acelerado. Muitas vezes, com 3 mil reais já é possível abrir uma franquia e apostar em um negócio ainda em seu começo.

Desvantagens das franquias recém-lançadas

Franquias recém-lançadas exigem maior esforço e investimentos de marketing para captação de clientes, uma vez que não são muito conhecidas do público. Apesar de oferecerem maior liberdade para inovações, podem assustar empreendedores mais inseguros e inexperientes, pois seus processos estão menos consolidados.

Também é preciso ter cuidado na hora de escolher em que franquia investir, pois muitas redes “mais do mesmo” são lançadas no mercado todos os anos. Fique atento à missão e valores da empresa, pois eles dizem muito sobre o futuro da marca.

 

Dica: Selo de Excelência em Franchising (SEF)

selo_franchising

Uma boa dica para orientar quem está indeciso entre franquias novas e tradicionais é consultar as marcas que possuem o Selo de Excelência em Franchising. A concessão do selo é uma iniciativa da Associação Brasileira de Franchising (ABF) para incentivar as boas práticas entre as franquias. O Selo é um símbolo de distinção das empresas franqueadoras no mercado, garantindo a credibilidade dos negócios.
Para receber o Selo, as redes são avaliadas em pesquisa aplicada junto aos franqueados por uma empresa especializada e independente, sob acompanhamento e análise da Comissão de Ética da ABF. O Selo classifica as franquias em três categorias:

-Pleno: marcas que operam há mais de três anos e têm dez ou mais franqueados;
-Sênior: redes há mais de cinco anos no franchising e que reúnem acima de 30 franqueados;
-Máster: marcas franqueadas há mais de dez anos e com mais de 60 franqueados;

O papel do franqueado

É importante lembrar que não importa o negócio que você escolha – uma franquia nova ou tradicional, é fundamental estudar a fundo o negócio, sabendo quais são os pontos fortes e fracos, como está o setor de atuação da franquia, seu desempenho no mercado, entre outras questões. O sucesso de qualquer tipo de franquia vai depender muito da dedicação do empreendedor, que precisa estar certo de que seu perfil se adequa ao negócio em questão.

Tudo o que você precisa para sua rede de franquias!

Solicitar Demo
logo data-recalc-dims=