O Brasil vem passando por um momento delicado em sua política e economia. Nos últimos anos, o consumo desacelerou, a inflação voltou a assombrar, as pessoas viram sua renda diminuir e muitos negócios fecharam as portas.

Entretanto, nem todos os setores da economia têm apenas más notícias pela frente. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor de franquias tem se mostrado resistente. No primeiro trimestre de 2016, o faturamento dessas empresa registrou crescimento de 7,6% na comparação com mesmo período de 2015, saltando de R$ 31,3 bilhões para R$ 33,7 bilhões.

Outro dado positivo: o setor registrou índice de expansão 2,9% em unidades de franquias em relação ao ano de 2015. Um incremento de 2.911 novas operações de franchising no Brasil.

Os segmentos que mais cresceram nesse primeiro trimestre de 2016 foram “acessórios pessoais e calçados” (15%), “lavanderia, limpeza e conservação” (15%), “serviços automotivos” (13%), “negócios, serviços e outros varejos” (12%) e “esporte, saúde, beleza e lazer” (12%).

Frente a números tão positivos, o setor de franchising torna-se uma alternativa sedutora em um momento de tantas turbulências e incertezas econômicas. Que tal conhecer algumas outras vantagens que esse sistema pode apresentar em momentos de crise?

 

Marca consolidada e apoio do franqueador para fugir da crise


Um dos fatores que atrai investidores para o modelo de franquias é que esse é um negócio que, no geral, demanda menos investimento inicial do que a criação de uma marca do zero.

Uma forte vantagem das franquias é que o empreendedor que aposta nesse sistema já sai vinculado a uma marca madura, consolidada e com prestígio no mercado. Mesmo que a franquia não seja tão conhecida, o sistema cria expectativas de crescimento.

Investir em uma franquia é investir em um produto já testado e contar com suporte técnico e de gestão constante. Quem não tem experiência e quer abrir um negócio em um contexto mais difícil como o brasileiro, acaba sendo muito beneficiado por esse sistema. Começar um negócio do zero requer muito mais experiência e energia se comparado a assumir uma franquia com uma marca já consolidada e validada, e tendo acesso a um know-how já formatado.

O apoio que os franqueados possuem do franqueador é outra vantagem de se investir no sistema de franchising. O risco de se tomar decisões equivocadas é minimizado, pois o empreendedor conta com o respaldo de um profissional com mais experiência para ajudá-lo na gestão da empresa. Em um negócio independente, o empresário vai precisar contratar alguém que, muitas vezes, não domina as particularidades da operação e que certamente terá um custo que pesará no orçamento.

O franqueador poderá ajudar na escolha do melhor local para a instalação da franquia, no planejamento do negócio, nas ações de marketing, entre outras questões. A franquia, nesse sentido, é uma aliança contratual que viabiliza o alcance de metas que as partes talvez não alcançariam se agissem individualmente.

O ônus, os desafios, os riscos e custos são divididos pela rede, assim como o know-how, as oportunidades, as tecnologias, os recursos etc. Pelo sistema de franchising, é possível exercer uma pressão maior no mercado, aumentar a força competitiva e, assim, explorar novas oportunidades.

 

Redução de custos para evitar crise na franquia

 

redução de custos franquia


A crise também traz algumas vantagens para quem tem capital e quer investir no negócio de franquias. Atualmente, é possível encontrar valores de aluguéis de imóveis mais baixos. A rotatividade de funcionários também diminuiu com a instabilidade econômica, sendo mais fácil encontrar e manter mão de obra qualificada no seu negócio.

Os custos inerentes à implantação e gestão de um negócio de franquia tendem a ser reduzidos à medida que a responsabilidade é dividida entre as unidades do negócio. Assim, é possível ratear custos com inovações tecnológicas, publicidade, estudos de mercado etc. As franquias também conseguem baratear os custos das compras ao adquirirem produtos em escalas maiores do que negócios individuais.
Caso o capital inicial seja baixo, o investidor pode procurar por microfranquias, que geralmente exigem taxas menores para começar o negócio e possuem praticamente as mesmas vantagens dos franqueados de unidades padrão.

 

Avalie seu perfil para franquia


Como deu para observar, o sistema de franchising oferece muitas vantagens em momentos de crise. Entretanto, adquirir uma franquia não é sinônimo de sucesso. Antes de tudo, o empreendedor precisa ter afinidade com o produto, ter planejamento, ser proativo, buscar desafios e saber administrar minimamente um negócio.
Busque fazer uma auto-reflexão nesse momento e avaliar se você realmente tem o perfil para abrir uma franquia e aptidão para seguir regras e padrões. O sistema de franchising permite muito menos intervenções do que um negócio próprio, pois você precisa respeitar as delimitações de uma matriz.   

Feita a escolha, siga em frente e seja persistente!

Tudo o que você precisa para sua rede de franquias!

Solicitar Demo
logo data-recalc-dims=